Este blogue consta de uma compilação de retratos da natureza e intervenção humana em ambiente rural e urbano que O Cidadão abt vai capturando com a sua objectiva durante as caminhadas, será despejada neste blogue de muitos pixeis e poucos bitáites, dando ao ciberleitor a possibilidade de clicar sobre cada uma das fotos e de seguida na tecla F11 para melhor as poder desfrutar em ecrã total... Ligue o som e... passe por bons momentos!


domingo, 13 de dezembro de 2009

SERRA DE EIRA

Caminhando no Planalto de Santo António sobranceiro ás Costas de Mira e Minde, entre a aldeia de Serra de Santo António, os marcos geodésicos da Barreira a 515 metros de altitude e da Serra de Eira a 484 metros de altitude, envoltos pelo forte aroma a Tomilho, numas paisagens tracejadas a Alecrim, desfrutando de vistas deslumbrantes sobre a cordilheira Este da  Serra de Aire e as localidades de Mira de Aire e Minde, demarcadas pelo Poldje (Mata de Minde).


6 comentários:

Viagens no meu Planeta disse...

Boas Cidadão

Também fiz uma caminhada este domingo e fui, com uns amigos, até à minha adorada ribeira. Deparei-me com algumas dificuldades, motivadas pela vegetação que aos poucos parece estar a tomar conta de todo o percurso. Se assim continuar daqui a uns anos será muito dificil passar em certos sítios sem molhar o pézinho. Um vídeo sairá um dia destes. Não exactamente o que desejava mas com a beleza que torna este local tão especial.

saudações

O Cidadão abt disse...

C'um caraças!

Ainda agora cá o Cidadão abt acabou de corresponder a uns bitáites do ciberamigo Tramagalense lá no outro blogue das crónicas maradas e já este Tramagalense das Escócias aqui está!!!

Mas como é que Vossa mercê consegue fazer isto???

Ora, pois bem... essa caminhada deve ter sido uma coisa particular... talvez!
É que cá o Cidadão tenta quanto possível, andar em cima dos acontecimentos e não se apercebeu da realização desse evento!

Um destes dias corremos o risco de nos cruzarmos!

Essa cena da vegetação tomar conta do percurso... refere-se mais própriamente ás margens da Ribeira do Alcolobre, desde a Estrada Nacional 118 até ás Bicas, por ali onde conflui o Ribeiro da Perna Seca... ora bem, saberá que hoje em dia quem se encarrega de manter esses trilhos circuláveis, são apenas os gloriosos malucos caminheiros contemplativos da Natureza, os escuteiros e os militares durante os exercícios, enquanto que, noutras "reencarnações" seriam os habitantes da região, como os moleiros, os agricultores, os pastores com seu gado ruminante e os pescadores... a manterem as passagens limpas de vegetação.
Não será pior assim para que o ambiente natural se encontre protegido e não se degrade, criando as suas próprias defesas... ora diga lá que se arranhou nas hastes das malvadas silvas... isso faz bem! Para próxima calce umas luvas de napa para arredar as silvas à sua passagem e pape umas amoras!
Assim, o ecossistema se auto- protege de intrusos indesejáveis, dos tais que vão para plastificar, dejectar e vandalizar... os espaços naturais!
Repare nos placard's em madeira com e sem cobertura, que se encontram mais acima da encosta envolvente... e pelo Vale de Caldelas... como aí chega qualquer bicho-careta, o resultado está à vista de todos!

"Sem molhar o pézinho"
???

Não diga que foi para esses sítios envergando o fato de ir à missa com sapatinho de vela!!!
Fique sabendo que este praça, em determinada descida do Alcolobre após uma enxurrada séria, naquele ano que, junto à Senhora da Luz cedeu o pontão das Abrançalhas, não só molhou o pézinho, que é osso do ofício e coisa corriqueira de qualquer caminhada que se preze, como também meteu os butes num fundão da ribeira e molhou mais qualquer coisita... bem acima da cintura!
Uma vez mergulhado em tal situação constrangedora que serviu de boa disposição para os restantes, aproveitou para assim dar umas mãozinhas, ajudando os restantes caminhantes a atravessarem para a outra margem mais ou menos a vau sem se molharem tanto!

Não fosse este episódio e aquele dia teria caído nas profundezas do esquecimento.

Todas as situações da vida têm o seu lado positivo... nós por vezes é que não o vislumbramos!

Boas caminhadas!

Maria Marques disse...

Olá cidadão abt!
Mas que belas caminhadas e que fantásticas fotos!

Um abraço.
Maria Marques

O Cidadão abt disse...

Oh! Maria Marques!

Qualquer dia terá que ir verificar in-loco tais locais, se é que ainda não o fez... olhe que vale bem a pena!

É tão reconfortante, esse abraço!

Fátima disse...

Olá!

********************


“Todas as situações da vida têm o seu lado positivo... nós por vezes é que não o vislumbramos”,

“Este ano a estrelinha ou é bué pequenina ou foi brilhar para outras paragens!”

“Trocar o Menino Jesus Cristo deitado na manjedoura, pelo Dom Afonso Henriques...”,

“De entre várias fotos batidas ó bicho, talvez esta fosse a melhor conseguida...”,

.” Temos a vegetação densa crivada de silvas que nos arranham braços e pernas, a lama que se agarra ás botas e trepa pelas calças acima, os escorregões nas rochas e nas pedras soltas,, o vento frio no rosto, a chuva miudinha que se entranha pela gola do corta-vento... os declives de terreno irregular, as travessias das ribeiras a vau!”

“Mas repare, viveu tranquilo e sem stresses!”

“Quando uma mulher deixa de rir para apenas sorrir... transmite a ideia que adquiriu espartilhos nos músculos faciais e muito artificialismo conjunto.”

“E tudo o que é espontâneo é... sincero!”

“É linda, uma mulher a rir, tal como é muito triste vermos uma mulher a chorar.”

“Se cada um de nós tiver uma laranja e a trocarmos, cada um ficará com uma laranja, mas se cada um tiver uma ideia e a partilharmos, cada um ficará com as duas ideias”
(Confúcio)

************************

São concerteza as suas constatações de vida, os excertos dos comentários em nada estéreis que você vai depositando por esses blogues em que participa e muito lhes, nos, enriquecem. Tomei a liberdade de os transcrever pois entendo que eles contêm elevado significado, apesar de irónicos, divertidos ou corrosivos, até. Alguns são como mensagens de esperança, outros, puras reflexões. A sua crítica cheia de alegria é construtiva, e por outro lado promove as regiões que calcorreia. Continue com essa veia no ano que se avizinha, com votos de prosperidade e um Feliz Natal, para a sua mais do que tudo e para os Júniores não esquecendo a sua gatinha Cristie.
São os votos desta admiradora,
Fátima.

O Cidadão abt disse...

Obrigado, Fátima!

Um Bom Natal e melhor ano de 2010 para si e para os seus.