Este blogue consta de uma compilação de retratos da natureza e intervenção humana em ambiente rural e urbano que O Cidadão abt vai capturando com a sua objectiva durante as caminhadas, será despejada neste blogue de muitos pixeis e poucos bitáites, dando ao ciberleitor a possibilidade de clicar sobre cada uma das fotos e de seguida na tecla F11 para melhor as poder desfrutar em ecrã total... Ligue o som e... passe por bons momentos!


domingo, 19 de abril de 2009

PLANALTO DE SANTO ANTÓNIO

Fascínio no Planalto de Santo António,  entre as Serras de Aire e Candeeiros...





Rosas albardeiras brotando entre campos de lapiás...


Caminhando nas dolinas, vislumbrando a infinitude do Vale da Canada e tendo o Castelejo a nordeste...













11 comentários:

Maria Marques disse...

Caro Cidadão abt

Estas lindas imagens comprovam a beleza natural do nosso país.Pena é que nem todos estejam despertos para a admirar e fazer essas caminhadas saudáveis ,longe da poluição.
Obrigada pelas belas fotos que nos oferece neste blogue.

Um abraço
Maria Marques

Rising from my Ashes disse...

Beautiful

Cidadão abt disse...

Rising from my Ashes??
Thank you... Phoenix!

Cidadão abt disse...

Caríssima Maria Marques, isto está a internacionalizar-se deveras!
Os blogues cá do Cidadão abt já são vistos nas Scotland, em Brussels, na Cochichina e agora...em Devon,lá pelo United Kingdom!! A responsabilidade é maior e dá o incentivo necessário para prosseguir com este minúsculo hobbyprojecto!
Quanto ás paisagens, há quem saia deste rectângulo em busca de paisagens naturais... e elas aqui bem ao nosso lado!É sair do asfalto e zás, elas revelam-se passo a passo, diante dos nossos olhos.... ao subir uma encosta, ao descer a um vale, ao trilhar um caminho entre muros seculares, sempre outros horizontes se vão desenhando... mesmo nos pequenos pormenores|A planta que nos podia passar despercebida ou a rocha enquadrada no ambiente, a cobra que se atravessa mais adiante ou o coelho que nos foge à distância, o melro de bico amarelo que saltita e a águia que, lá do alto do seu planar perscruta as presas, o vento a assobiar nas rochas... um espectáculo imperdível!

Anónimo disse...

Sim senhor cidadão! Já estou quase convencido a dedicar-me às suas andanças. Já falta pouco. Gostei de ver as fotografias da jornada.
Continue.
Um abração do cidadão-tm

Joaquim e esposa disse...

Mas que belas imagens!
Vc. não deixa os fins de semana por mãos alheias!
Mtos kms deve ter percorrido neste Portugal tão pequenino mas com tanta beleza natural!
Para aqaueles que não podem deslocar-se, caro Cidadão, vá brindando com as imagens das suas caminhadas!A idéia de nos dar a possibilidade de aumentar cada uma das fotos para uma análiseao pormenor, quase nos transporta para esses locais magníficos.Leve sempre a máquina consigo.
Obrigado!

Cidadão abt disse...

Dear Rising from my Ashes, this is becoming internationalized indeed!
My blogs are being seen in Scotland, Brussels, Cochichina an now... in Devon in the United Kingdom!! The responsibility is bigger and gives the motivation to proceed with this little hobbyproject!
About the landscapes, there is who leaves this space in search of natural ones... and they are right here by our side! It's going out of the asphalt and zás, they reveal themselves step by step in front of our eyes... going up a hill, going down a valley, walking between a ancient wall, always other horizons get drawn... even in few details! The plant that could be not seen or the rock on the environment, the snake that gets on the way or the bunny that runs from us, the blackbird with a yellow peak that jumps and the eagle that from up there follows the preys, the wind whispering on the rocks... an unmissable show! Does the same happen there in your places? Here the Cidadão did not have the chance to give you a more complete answer due to having no time.
Thanks for your visit!

Tramagalense disse...

Boas fotos caro Cidadao. Convenceram-me a visitar a Serra dos Candeeiros na proxima vez que for a Portugal.

saudacoes ca' do Tramagalense

Cidadão abt disse...

Ora, ora, caro Tramagalense... não conhece "aquele" paraíso do nosso Portugal?
Isso é bastante grave, senão mesmo uma heresia, para quem ama a mãe Natureza!
Cá o Cidadão, ainda juves, anos setenta e tais,oitenta e poucos...entre outras paragens longínquas, calcorreou aqueles trilhos atingindo o alto da serra onde se encontravam as antenas de telecomunicações... e dessa vez foi bem mais difícil pois partiu da cidade dos Templários, a penantes, com meia dúzia de malucos saudáveis, mochila bem carregada aos lombares, numa época em que as comunicações eram escasas, só um telefone público numa tasca de aldeia o ligava à civilização... alimentação à base de atum em conserva e uma espécie de feijoada enlatada, uns chouriços e presuntos fatiados á faca de mato, pães caseiros comprados na tasca de ocasião, pernoitando em tendas feitas de panos da tropa 1x1 metro, abotoados entre si... lume para cozinhar, só de fogueira, banho, só de ribeira, aquecimento á noite, só de aguardente de figo... quatro a cinco dias tirados em terrenos hostis...uma vontade terrível de desistir quando a dureza apertava, contrariada com o orgulho de vencer aquele arrojo, a teimosia em vencer mais cem metros debaixo de calor intenso, a vontade de descobrir novos sítios em busca de aventura!A união e a solidariedade entre os elementos do grupo era fundamental.
Foram os "Raids dos Homens de Barba Rija"... quê dela?
Tantos... que eles foram!
QUE SAUDADES!
Não existiam as máquinas fotográficas digitais... só mesmo daqueles rolinhos em cassete e flasches descartáveis de quatro faces... o tal cubo!
E continua aqui para as curvas!
Um vício do caraças! Outros têm o vício do álcool... do tabaco ou das toxicodependências...
Cá ao Cidadão, Deus deu-lhe a bênção deste vício e uma Companheira à altura! Citando Deus, é aqui que sentimos que Ele existe... e O sentimos mais próximo!...Nem tanto nas Sacristias... ou na rotina do dia a dia...
Pode ser que um dia nos cruzemos numa destas caminhadas!
Quando por cá parar, consulte o plano de actividades aí ao lado nas "caminhadas Alcanena".
Passe bem!

Tramagalense disse...

Pois ainda nao percorri os caminhos desta bonita montanha que separa a nossa terra do mar. E' sempre com agrado, que quando viajo de Abrantes para o Tramagal, a vislumbro ao longe e penso, o mar esta' do lado de la'. Faco isto desde crianca, quando o meu pai me disse que o mar ficava para la'.
Ja' la' passei vezes sem conta, mas nunca parei para percorrer os seus caminhos. Das suas grutas apenas visitei as de Mira D'Aire, nos meus tempos de escola.
Fiquei entusiasmado com a ideia de a visitar, talvez no Inverno seja a melhor altura, por que nao esta' calor.

Saudacoes Tramagalenses

P.S.- Ja' adcionei o seu endereco do panoramio e tambem ja' tenho o meu segundo blog em "funcionamento", se quiser dar uma olhadela e' bem vindo. O blog chama-se Horta F

MGHORTA disse...

Maravilhoso país que temos, pena que só se gasta dinheiro para viajar para fora.
Minha vida profissional, vendas, tive o previlégio de conhecer das mais lindas zonas do país, o centro onde pertenço, e o Norte.

Parabéns ao fotógrafo.

Abraço