Este blogue consta de uma compilação de retratos da natureza e intervenção humana em ambiente rural e urbano que O Cidadão abt vai capturando com a sua objectiva durante as caminhadas, será despejada neste blogue de muitos pixeis e poucos bitáites, dando ao ciberleitor a possibilidade de clicar sobre cada uma das fotos e de seguida na tecla F11 para melhor as poder desfrutar em ecrã total... Ligue o som e... passe por bons momentos!


segunda-feira, 27 de setembro de 2010

FOZ

Subida da Ribeira da Foz, no concelho da Chamusca, num percurso de onze quilómetros, partindo da ponte rodoviária da estrada nacional 118 com término da povoação da Pereira.



Lagar

Ribeira


















Açude da Foz



Azenha do Arsénio

Azenha da Leopoldina




Ribeira



Azenha, moinho e forno de pão, do Venerante




 Casal do Rei
Fonte da Ti Ana, na aldeia da Pereira, concelho de Constância

8 comentários:

O Cidadão abt disse...

Ol´´a Tramagalense!

C´´a o Cidad~~ao anda ´´as brigas com um spyware e um trojan dos diabos, raz~~ao pela qual o seu coment´´ario foi pr´´o galheiro ao fazer a reposiç~~ao deste post que sa´´iu mal parido ´´a primeira tentativa. Outros h´´a que s~~ao atacados pelo estrog´´enio, o progenitor do anterior!

O que valeu foi o seu comment's estar gravado em correio electr´´onico e assim se consegue efectuar a reposiç~~ao para que voc^^e n~~ao pense por l´´a que as birras de cota j´´a aqui chegaram!


"Boas Cidadão....

Não conheço esta ribeira embora saiba onde fica. Alguns amigos meus já fizeram a subida mas eu ainda não tive a oportunidade.
À primeira vista não me parece que seja mais bonita que a "nossa" ALcolobre. A "nossa" é mais bonita.

O que é que se passou lá para a blogosfera da Vila?
Com tantos comentários azedos e conspurcados com insultos de toda a ordem e espécie, só pode ter sido por causa de alguma dor de barriga. Enfim.


Quanto ´´a resposta, fica para outra ocasi~~ao menos viral!

O Cidadão abt disse...

Pois bem... caro Tramagalense!

Cá estamos a bitáitar sem estrogénicos virais!

Sempre o ciber gosta de colocar perguntas difíceis...

É bom o amigo entender que o "nosso" Alcolobre é o mais bonito! Assim como aquela cena do espelho meu, espelho meu...!

A progressão na Ribeira do Alcolobre é mais trabalhosa... e a poluição só se detecta a jusante do Crucifixo, enquanto na Ribeira da Foz se vislumbram vestígios de gorduras e as libelinhas que são sinal inequívoco de água pura, escasseiam.

Provavelmente haverão nascentes de águas férreas porque o leito nos dá essas indicações.
São águas menos correntes e percorrendo menores desníveis.
Só bem perto do açude e para montante, se verifica água pura, com as tais libelinhas, rãs e fauna piscícola.
No entanto não deixa de evocar um local paradisíaco que vale bem a pena disfrutar, em comunhão com a natureza!

Quanto à blogosfera da Vila convívio, provávelmente o "Trojam" também deu a volta *as cabeçotas rabujas de certos cotas desprovidos de receptividade crítica, porque essa só tem um sentido, arreando bem em terceiros.

E sabe como é este praça... pertinente, corrosivo, irreverente, anti-cinzentismo, acutilante... mas sem faltar ao respeito dos visados!
O inverso não se verificou, resultando numa disenteria!

Um cházinho de carrapetas e aquilo passa-lhes!

Sempre é bom surgirem umas cenas destas para nos precavermos das figuras tristes que poderíamos fazer se nos deixássemos enrolar na espiral!

A preocupação principal é que, com o avançar da idade, este praça não venha a padecer de tão insociável mal, caso em que todos os que o rodeiam passariam a viver menos felizes!

alcolobre disse...

È que por acaso ultimamente tenho visto comentários meus apagados nessa génese da vila, e em trocas de impressões de café, há outros comentadores que se queixam do mesmo problema.É a abertura ás trocas de opiniões restrita aos espartilhos. Enfim, como diz o Tramagalense...

Tramagalense disse...

Boas caro Cidadão

No que respeita à blogosfera:

Este é um meio de reivindicação como não há outro. Foi a melhor coisa que aconteceu na internet desde que foi inventada. O blog, permite que pessoas anteriormente sem meios de se poderem expressar o possam fazer agora sem limites editoriais. Pode também dar largas à imaginação, tendo por isso sido um passo significativo no desenvolvimento criativo que antes não existia. Resumindo, o cidadão anónimo pode agora dizer o que lhe vai na alma.
No entanto a liberdade da internet também trás problemas e estes começam com a falta de princípios éticos. Há certos blogosferistas que preferem o mónologo ao debate de ideias e disso temos nós bons
(maus) exemplos. Também já fui vítima de "comentários" jocosos e insultuosos, simplesmente porque mostrei a minha discordância perante certas posições. Nada disto me faz demover do caminho que acho que devo seguir e o meu orgulho como tramagalense nunca mas nunca será afectado pelo vocabulário de gente que não me merece qualquer tipo de consideração.

Modifiquei a apresentação dos meus blogs, dê uma olhadela e diga-me o que pensa.

Saudações cordiais

O Cidadão abt disse...

Olá Tramagalense!

Foi cá o Cidadão fechar esta chafarica, partindo para outras andanças, e o amigo a bitáitar um comment’s nesta caixa dos pirolitos!

Só agora houve oportunidade de regressar a estas cenas, detectando os seus escritos! Ora bem... isto da internet permite uma grande liberdade de expressão e troca de opiniões sem estarmos sujeitos a censores governamentais, directores redactoriais e a outras limitações que tais!

A blogosfera faculta-nos a troca de ideias, independentemente das nossas condições sociais, patrimoniais ou profissionais!

Há alguns que se pretendem substituir aos censores e directores redactoriais, tentando condicionar as opiniões aos factores antes referidos!

Para esses, a liberdade de expressão concedida pela Web acaba por resultar num exercício, visto terem que se confrontar com outras correntes, instigando-os à abertura de opiniões diferentes e a saberem respeitar ideias diferentes das suas, dentro da urbanidade por que se devem pautar se quiserem ser parte integrante da sociedade democrática e pluralista.
Geralmente, são os mesmos que mais tarde ou mais cedo caem na tentação da jocosidade linguística...

Quando nos propomos a estas andanças, temos que prever o confronto com tais atitudes totalitaristas, mas também ficamos com a consciência de que contribuímos positivamente para a abertura dessas mentes a novas ideias.

Quanto ao vocabulário pouco dignificante essencialmente para quem o usa, temos que compreender os condicionalismos e os factores emocionais a que os seus usuários estão sujeitos.
É importante sabermos tolerar, caso contrário deixamo-nos arrastar para uma espiral ascendente de conflito, principalmente quando temos plena consciência de que somos indutores e parte do relacionamento humano.

Quanto ás suas alterações visuais (design) nos seus blogues, este comentário num deles irá prosseguir...

O Cidadão abt disse...

Olá Alcolobre!

Que esta troca de impressões com o Tramagalense lhe seja extensiva!

Aqui - Ali - Acolá disse...

E por aqui o recheio de coisas boas continua presenteando quem delas gosta e dá valor à boa presença que nos ilumina a vista.

A natureza é o espectáculo mais belo que podemos ter em nossas vidas e como tal, eis aqui um bom exemplo disso.

Há que ressaltar também o que aqui se vê desta forma apresentada que tem a mão de quem sabe escolher os pontos vitais destas maravilhas.

Fonte da Ti Ana, um marco na história deste lugar.

Bem haja caro Cidadão por estas maravilhas aqui presentes aos nossos olhos.

O flash é o céu dos nossos olhos.

Boas descobertas sempre.

O Cidadão abt disse...

Pois... caro Aqui-Ali-Acolá

Daqui, para além das lindas paisagens naturais também ficou a saudade de umas companhias excepcionais, tanto de uns companheirões fora de série como de umas mui simpáticas, queridas e valorosas companheiras espontâneas, que muito agradaram cá ao Cidadão e... cá à Companheira, claro, que é felizmente uma companheira à altura, na esperança de outros encontros do género!